Pesquisa de satisfação: Clique aqui

Direitos dos Pacientes: Clique aqui

5 verdades sobre os efeitos colaterais da quimioterapia

Compartilhe:

A quimioterapia é um dos tratamentos mais indicados para quem luta contra o câncer. De forma resumida, o procedimento utiliza medicamentos responsáveis por destruir as células doentes que formam um tumor. Mesmo tendo sua eficiência comprovada e ajudando a salvar milhares de vidas, o tratamento ainda sofre com a desconfiança de muitas pessoas.A quimioterapia é um dos tratamentos mais indicados para quem luta contra o câncer. De forma resumida, o procedimento utiliza medicamentos responsáveis por destruir as células doentes que formam um tumor. Mesmo tendo sua eficiência comprovada e ajudando a salvar milhares de vidas, o tratamento ainda sofre com a desconfiança de muitas pessoas.

Por isso, iremos esclarecer para você algumas das principais dúvidas sobre a quimioterapia. Confira!

1. O cabelo sempre cai durante a quimioterapia?

Essa é uma das primeiras dúvidas que vêm à cabeça das pessoas quando o assunto é quimioterapia. Obras de ficção como novelas, séries e filmes mostram constantemente pessoas perdendo o cabelo durante o tratamento. Porém, isso nem sempre acontece.

A realidade é que existem inúmeros medicamentos e diversas combinações, podendo causar diferentes reações. A queda de cabelo é uma das possibilidades e pode, ou não, acontecer. Tudo irá depender do tipo de medicação que será utilizada em cada caso.

2. A quimioterapia engorda?

Assim como no caso anterior, tudo irá depender dos medicamentos prescritos pelo médico responsável. Porém, nos casos em que este efeito colateral é detectado, cabe ao oncologista monitorar a alteração e determinar um limite máximo, visando evitar riscos de complicação ao organismo.

Geralmente, as causas para o aumento de peso durante a quimioterapia estão ligadas a distúrbios hormonais e a ausência de atividade física. Por isso, o mais recomendado é que o paciente comece a aderir a uma alimentação mais saudável e pratique algum tipo de exercício regularmente.

3. Não posso brincar com meu pet?

O contato com animais de estimação tende a ser uma ótima forma de lidar com este momento tão difícil. A reciprocidade de carinho por meio destes bichinhos costuma melhorar a autoestima dos pacientes que enfrentam a quimioterapia.

Porém, em alguns casos mais específicos, é necessário reduzir um pouco este contato – não precisa cortá-lo. Isso acontece por conta de uma queda no sistema imunológico do indivíduo que está recebendo o tratamento.

4. O sexo está proibido?

Não existe nenhuma proibição referente a este assunto que se enquadre em todos os casos. Mas sim, em alguns quadros é importante definir limites para o próprio corpo por conta da agressividade do tratamento.

Além disso, é muito provável que a própria libido do paciente diminua durante o tratamento. Sendo assim, podemos dizer que não existe restrição absoluta, mas é importante entender as especificidades de cada caso e respeitar as recomendações médicas.

5. É preciso se isolar?

O isolamento só é recomendado em situações muito específicas em que as terapias promovem riscos aos glóbulos brancos, responsáveis por proteger o organismo de infeções. Por isso, nestes casos é importante evitar aglomerações.

Porém, no geral, o contato com outras pessoas é imprescindível para que o paciente encontre forças para seguir com o tratamento. A ausência de vida social tende a gerar uma grande queda na autoestima, o que pode atrapalhar a evolução do quadro.

Dica: Acompanhamento Médico + Bom Senso

Mais do que se preocupar com os mitos que cercam a quimioterapia, o paciente deve seguir à risca as recomendações do seu médico. Além disso, ele deve entender certas limitações que o tratamento pode impor. Dessa forma, aliando comprometimento e bom senso, será possível manter a qualidade de vida mesmo enfrentando uma situação tão delicada como essa.

Compartilhe:
Centro de Oncologia do ABC

Somos a maior e melhor Clínica de Oncologia da região do ABC. Nosso corpo clínico é composto por médicos especialistas titulados e responsáveis pelo atendimento ambulatorial/emergencial. No Centro de Oncologia do ABC todos são devidamente habilitados e comprometidos com o tratamento e procedimentos oferecidos aos pacientes.

WhatsApp chat