Tratamento de cânceres raros na infância – Versão para pacientes

Compartilhe:

Informações gerais sobre cânceres raros na infância.

Pontos importantes:

  • Os cânceres raros na infância são cânceres que quase não são observados em crianças.
  • Testes são usados para encontrar, diagnosticar e identificar o estágio dos cânceres raros na infância.
  • O câncer se espalha pelo o corpo de três maneiras.
  • O câncer pode se espalhar desde onde começou para outras partes do corpo.

Os cânceres raros na infância são cânceres que quase não são observados em crianças.

O câncer em crianças e adolescentes é pouco frequente. Desde 1975, o número de casos novos de câncer infantil vem aumentando de forma lenta e o número de mortes por câncer infantil diminuiu em mais da metade

Os cânceres raros são tão infrequentes que, na maioria dos hospitais de crianças, se vê apenas alguns desses cânceres em vários anos. Devido a isto, não há muita informação sobre quais são os tratamentos mais eficazes. O tratamento de uma criança é baseado no que foi aprendido a tratar de outras crianças. Às vezes, se dispõe apenas de dados de relatórios do diagnóstico, tratamento e acompanhamento de uma criança ou de um pequeno grupo de crianças que receberam o mesmo tipo de tratamento.

Neste resumo, muitos tipos diferentes de câncer são apresentados. Eles são agrupados de acordo com o local do corpo onde estão.

Testes são usados para encontrar, diagnosticar e identificar o estágio dos cânceres raros na infância.

Testes são feitos para detectar, diagnosticar e saber o estágio do câncer. Os testes usados dependem do tipo de câncer. Depois que o câncer é diagnosticado, testes são feitos para descobrir se as células cancerígenas se espalharam de onde o câncer começou para outras partes do corpo.

O processo usado para saber se as células cancerígenas se espalharam para outras partes do corpo é chamado de estadiamento. As informações que são reunidas no processo de estadiamento determina o estágio da doença. É importante conhecer o estágio da doença para planejar o melhor tratamento.

Para detectar, diagnosticar e saber o estágio do câncer, são usados os seguintes testes e procedimentos:

  • Exame físico e antecedentes: Exame corporal para checar o estado geral de saúde e identificar qualquer sinal de doença, como caroços ou qualquer outra coisa que pareça anormal. Também é tomado nota de dados dos hábitos de saúde do paciente e de doenças e tratamentos antecedentes.
  • Estudo bioquímicos do sangue: Um procedimento no qual é examinado uma amostra de sangue para medir a quantidade de certas substâncias que os órgãos e tecidos do corpo liberam no sangue. Uma quantidade anormal (maior ou menor que a normal) de uma substância pode ser um sinal de doença.
  • Radiografia: Procedimento que usa raios x, um tipo de feixe de energia que atravessa o corpo e é capturado em uma película.

Tomografia computadorizada: Procedimento que faz uma série de imagens detalhadas do interior do corpo de diferentes ângulos. As imagens são feitas por um computador que está ligado a uma máquina de raio x. Este procedimento também é chamado de tomografia computadorizada ou tomografia axial computadorizada.

cânceres raros

Fonte:  National Cancer Institute
  • Tomografia por emissão de pósitrons (PET): Procedimento feito para encontrar células de tumores malignos no corpo. É injetado uma pequena quantidade de glucose (açúcar) radioativa em uma veia.O scanner PET gira em torno do corpo e cria uma imagem de onde a glicose está sendo usada no corpo. As células do tumor maligno são mais brilhantes na imagem porque são mais ativas e absorvem mais glicose que as células normais.

cânceres raros

Fonte:  National Cancer Institute

 

  • Imagens por ressonância magnética (IRM): Procedimento que usa um ímã, ondas de rádio e um computador a fim de criar imagens detalhadas de áreas do interior do corpo. As são criadas por um computador. Este procedimento também é chamado de ressonância magnética nuclear (IRMN).

 

cânceres raros

Fonte:  National Cancer Institute

 

  • Ultrassom:  Um procedimento no qual ondas sonoras de alta energia são propagadas nos tecidos ou órgãos internos a fim de produzir ecos. Os ecos formam imagens dos tecidos do corpo chamada ecograma. A imagem pode ser impressa para ser analisada mais tarde.  

 

cânceres raros

Fonte:  National Cancer Institute
  • Endoscopia: Procedimento no qual os órgãos e tecidos internos do corpo são observados para detectar áreas anormais. É introduzido um endoscópio por meio de uma incisão na pele ou por uma abertura do corpo, como a boca ou o reto. O endoscópio é um instrumento em forma de tubo fino, com uma luz e uma lente para observar. Às vezes tem uma ferramenta para extrair amostras de tecidos ou de gânglios linfáticos, que são observados em microscópios a fim de verificar se há algum sinal de doença.

cânceres raros

Fonte:  National Cancer Institute

Cintilografia óssea: Procedimento para verificar se há células nos ossos que se multiplicam rapidamente, como as células cancerígenas. É injetado uma quantidade muito pequena de um material radioativo em uma veia que percorre a corrente sanguínea. O material radioativo se acumula nos osso com câncer e é detectado com um scanner.

cânceres raros

Fonte:  National Cancer Institute

 

  • Biópsia: Extração de células ou tecidos para que um patologista observe em um microscópio e determine se há sinais de câncer. Existem muitos tipos de biópsias, mas as mais comuns são as seguintes:
  • Punção aspirativa por agulha fina (PAAF): Extração de tecido ou líquido por uma agulha fina.

 

    • Punção com agulha grossa: Extração de tecido por uma agulha grossa.
    • Biópsia por incisão: Extração de parte de um pedaço ou uma amostra de tecido que não parece normal.
    • Biópsia por excisão: Extração de um pedaço inteiro ou área de tecido que não parece normal.

O câncer se espalha pelo o corpo de três maneiras.

O câncer pode se espalhar por meio do tecido, do sistema linfático e pelo sangue:

  • Tecido: O câncer se espalha desde onde começou e se estende para áreas próximas.
  • Sistema linfático: O câncer se espalha desde onde começou e entra no sistema linfático. O câncer viaja para outras partes do corpo por meio dos vasos linfáticos.
  • Sangue: O câncer se espalha desde onde começou e entra no sangue. O câncer viaja para outras partes do corpo por meio dos vasos sanguíneos.

O câncer pode se espalhar desde onde começou para outras partes do corpo.

Quando o câncer se espalha para outra parte do corpo, é chamado de metástase. As células cancerígenas se desprendem de onde se originaram (tumor primário) e se espalham por meio do sistema linfático ou pelo sangue.

  • Sistema linfático: O câncer penetra no sistema linfático, e viaja por meio dos vasos sanguíneos, formando um tumor (tumor metastático) em outra parte do corpo.
  • Sangue: O câncer penetra no sangue, e viaja pelos vasos sanguíneos, formando um tumor (tumor metastático) em outra parte do corpo.

O tumor metastático é do mesmo tipo que o tumor primário. Por exemplo, se o câncer de tireóide se espalha nos pulmões, as células cancerígenas que estão nos pulmões são, na verdade, células de câncer na tireoide. A doença é câncer de tireoide metastático, não câncer de pulmão.  

(Artigo traduzido para português do site National Cancer Institute NHI)

Link do artigo original: https://www.cancer.gov/types/childhood-cancers/patient/unusual-cancers-childhood-pdq

Artigo atualizado em: 15 de Março de 2018.

Compartilhe: